Elas por Eles – Flávio Augusto – Fundador da Wise Up

20

O convidado de nossa coluna Elas por Eles de hoje é Flávio Augusto da Silva, fundador da Wise Up. É um privilégio tê-lo neste espaço onde grandes empreendedores dão sua visão sobre o universo da mulher empreendedora e do mundo dos negócios.

Fonte da imagem: Divulgação

Flávio tinha apenas 23 anos de idade quando fundou a Wise Up. Sua ideia foi criar uma escola dirigida ao público adulto que precisava aprender inglês mais rápido. Usou o limite do cheque especial para abrir a sua primeira escola, no Rio de Janeiro. Poucos meses depois inaugurou a segunda unidade, no metro quadrado mais caro da América Latina: a avenida Paulista, em São Paulo. Com a Wise Up, Flávio criou um novo segmento de mercado com o curso rápido de 18 meses. Atualmente a rede conta com mais de 500 escolas em todo o Brasil e também na Argentina, Colômbia, México, Estados Unidos e China. Além disso, a Wise Up é a escola de inglês oficial da Copa do Mundo da FIFA 2014™. É a primeira vez na história que uma empresa do ramo educacional está ligada a um evento esportivo desta magnitude. Dezoito anos depois da fundação da Wise Up, a rede passou por uma aquisição e se tornou parte da Abril Educação, uma das maiores redes de educação do mundo e da qual Flávio Augusto é atualmente um dos principais acionistas. Flávio também dedica parte do seu tempo a oferecer dicas sobre empreendedorismo nas redes sociais por meio do projeto Geração de Valor. No Facebook, mais de 600 mil pessoas seguem o perfil do projeto. Clique aqui para saber mais sobre o Ometz Group e aqui para conhecer o Geração de Valor.

ALGUMAS VERDADES VERDADEIRAS POR TRÁS DE ALGUMAS MENTIRAS MAL CONTADAS

Segundo pesquisa realizada pelo SEBRAE, mesmo com uma baixíssima taxa de desemprego no País, cerca de 44% dos brasileiros ainda sonham em ter o seu negócio próprio. Dos que realizam este sonho, atualmente 50% são mulheres. Um dado interessante que demonstra que as mulheres estão descobrindo o seu potencial, é que há 10 anos, a participação das mulheres não passava de 30% dos novos empreendedores.

Eu, particularmente, gosto muito de trabalhar com mulheres. De forma geral, elas são mais sensíveis, com mais jogo de cintura e apesar da TPM e suas responsabilidades com os filhos, elas têm uma enorme capacidade de se desdobrarem para darem conta do recado, conseguindo administrar várias coisas e pessoas diferentes ao mesmo tempo.

Tenho três mulheres, no alto escalão executivo, que comandam mais de 10 mil funcionários em minha empresa, dos quais a maioria também é do sexo feminino. Eu gostei tanto desse negócio de mulher, que já estou muito bem casado, há mais de 20 anos, com a minha primeira namorada…

A mulher está ganhando cada vez mais confiança e coragem para lidar com o risco ao invés da busca por proteção e segurança. Ela já percebeu, e o mercado também, que é capaz de competir de igual para igual e em muitos casos, com larga vantagem sobre os homens.

Mas aquela imagem de “sex symbol” que a mídia sempre insiste em vender nas novelas e nos BBBs da vida, porque atrai a audiência masculina, tem sido abandonada por uma importante parcela das mulheres que decidiram sair da posição de presa para assumirem um papel de indivíduo capaz de protagonizar a sua própria vida.

Depois de décadas engolindo o estereótipo de mulher anoréxica, atualmente a ditadura cosmética passou a diversificar as suas tendências e lançou novas medidas de busto e quadril cada vez mais avantajadas, produzindo em série verdadeiros Frankensteins que, entre músculos e silicones desproporcionais, sustentam o novo estereótipo de mulher objeto.

Infelizmente este papel é personificado por meia dúzia de mulheres que são expostas nos meios de comunicação, seguidas por centenas de milhares de outras e consumido por uma parcela relevante do público masculino que, em busca de seus brinquedos sexuais, acabam deixando de lado a verdadeira beleza feminina que está na sensibilidade, em curvas naturais, no olhar de menina e na coragem para viver a aventura da vida.

E quanto mais as mulheres se valorizarem, mais serão amadas, mais descobrirão o seu potencial e mais conquistarão, em sua vida, todos os setores. Conscientes deste valor e do poder que têm em suas mãos, elas vão seguir cada vez menos a boiada daquelas que logo se entregam, de forma desesperada, aos meninos que estão apenas em busca de um programinha relâmpago para depois descartá-las e trocá-las por outras desavisadas. Mas ao contrário disso e de todas as decepções que existem em torno deste estilo de vida que só deteriora a autoestima, assumindo o seu valor e pensando fora da caixinha, elas vão passar a atrair outro perfil, homens de verdade que também serão parceiros de muitos sonhos, de grandes aventuras e incontáveis realizações.

Sou fã das mulheres e tenho a certeza de que o mundo está aí para ser conquistado por vocês!

Flávio Augusto da Silva

20 comentários em: Elas por Eles – Flávio Augusto – Fundador da Wise Up

  1. Jéssica disse:
    07/03/2013 às 15:32

    Parabéns pelo texto, levantou meu auto estima.

  2. Ruben'S. disse:
    11/03/2013 às 13:24

    Nossa cara, o Flávio nesse texto falou tudo que um dia eu queria falar pra todas as mulheres. Parabéns!

  3. Roberta Paes disse:
    16/12/2013 às 16:47

    Sempre qndo vem o desanimo,leio esse texto e vou com tudo.Parabéns Flávio

  4. Simone Ferraz disse:
    01/07/2014 às 13:20

    Excelente texto.
    O Flávio é um homem muito inteligente e de muitas ideias! Ele é fera!

Página 4 de 4Primeira<234

Deixe um comentário

Current day month ye@r *